Ponto de ônibus

- Oi, quanto tempo.
- Pois é, feliz Ano Novo! Xiiiiii, lá vem meu Buzú.
- Prá você também, tá morando onde?
- No mesmo lugar, me ligue.
- Tchau!
- Tchau!
Depois da primeira curva, a dúvida:
- Oxente, mas você não se mudou, logo depois do Natal?
- Pois é, mas se eu fosse explicar, tin tin por tin tin, que tô morando agora no Remanescente dois do Conjunto Cajazeiras cinco, caminho trinta e sete, casa três, fundos. Perdia o meu Buzú, meu bródi.

10 comentários:

Si disse...

Por onde andava, hein, seu Padre? Bom demais tê-lo de volta.

Paulo Bono disse...

hahahah. sensacional, padre.
abraço

Marcelo Mendonça disse...

porque o próximo ônibus só Deus sabe quando chega

La belle de ju disse...

Realmente quem mora em cajazeira mora em outra cidade rsrsrsrsr.

Adoro vcs são bem escachados adoro isso.

bjsss

Thati disse...

Perde o amigo mas não perde o buzú.

vinialves disse...

Isso que é morada o resto é esconderijo!

Mariara disse...

Adorei!!

jorginho da hora disse...

Velho, vc acredita que eu já encontrei um cara que resolveu me contar sua vida quase toda só porque perguntei: como é que vai? A Bahia tem dessas coisas, meu velho.

Esquadros disse...

oiiiiii

Isto sempre acontece, até vc dizer...hehehehehe

Ane Brasil disse...

hehehehe! isso me lembrou a época em que eu morava num cunhenhém da caixa prego aqui em Porto... aí sempre tinha que explicar... "olha, sabe onde o diabo perdeu as botas? pois é, dobra a esquerda. depois, onde o vento faz a curva, tu faz a curva do lado inverso... aí vai até o cu da perua e dobra a esquerda... aí é só perguntar onde que fica o campinho de futebol"... oH glória...
sorte e saúde pra todos!