Hoje os transeuntes passavam por mim e sorriam
e eu comecei a achar que estava algo errado comigo, com minha roupa, minha cara
será que estava com uma melancia no pescoço e não sabia?

de repente me dei conta
(...)

hoje acordei sorrindo

e naturalmente estava sorrindo para todas as pessoas.

:)

Minhas Frases Deles

Como diz Rôro: "Eu era um caso perdido para a veterinária universal"

Como diz Zé: " A morte é a única certeza da vida"

Como diz Carla: "Nao é que as loiras sejam burras, as burras é que insistem em pintar o cabelo de loiro"

Como diz Erica: "Eu só tenho 3 coisas pra te dizer:ai, ai, ai"

Como diz Tim: "Eu não fumo, não bebo e não cheiro. Meu único defeito é que eu minto um pouco"

a vida é tão doce,


que eu queria chupar ela









toda.

Cantada Fora do Tom

O cara chega, olha para ela de cima a baixo e com a melhor pose e o melhor tom de voz diz:

- Você é linda demais, só tem um defeito.

Coloca a mão no queixo, faz cara de quem vai falar um teorema e completa:

- Sua boca está longe da minha.

Consultório

Ela me chegou como não quer nada pedindo a ele seus conselhos se encostou no seu ombro e chorou, chorou,
por longas horas.

E ele sem saber do por que, muito menos o que dizer, se calou com seu pranto.

E quando menos esperava no meio de soluços, Ela esbravejou:


- Eu quero um amor platônico.

Sem querer entender, ele deixou ela continuar.


- É melhor, você coloca a pessoa lá em cima, almeja ela, admira, não conhece seus defeitos, não convive com ela, não sabe realmente o cheiro dela. Quer dizer, é menos pior. Até na hora que você tem que esquecer é mais fácil, você tem que apenas desapegar de seus sonhos, APENAS desapegar de momentos que você mesmo criou, que não aconteceram de fato. Você acaba não conhecendo sentimentos seus, que poderiam lhe assustar. Você não deixa de fazer nada por outrem, de certa forma. É você e seu amor. Mesmo que separados. Eu quero um amor platônico.


E ele não tinha mais o que falar, se encolheu, como tivesse consentindo.

Notícias Populares

Sêmen seco debaixo das unhas vende livro ou
Romance vulgar vira assunto nacional na Alemanha


O best seller alemão "Feuchtgebiete", da celebridade de televisão local Charlotte Roche, descreve a vida sexual e hábitos de higiene privados de uma garota de 18 anos.

Roche transformou algo repulsivo em assunto nacional. O livro já vendeu 680 mil exemplares, se tornando o único alemão no topo da lista da Amazon.com.

O livro começa em um quarto de hospital após um acidente de depilação íntima. Ele dá detalhes das hemorróidas de Helen, prossegue abordando o assunto de sexo anal, chegando no final a caroços de abacate como objetos de satisfação sexual feminina.

Feuchtgebiete" é muito mais anatômico e escatológico do que erótico. Em uma dos trechos, Helen descreve como guarda sêmen seco sob suas unhas como uma "lembrança" para saborear depois.


O assunto atingiu a Alemanha, pegando uma onda de interesse popular na retomada do debate em torno do papel da mulher. Com uma chanceler e reputação progressista, o país dificilmente pareceria ávido por essa discussão.

Mas há problemas de igualdade de gênero na Alemanha, a maior economia da Europa. Na UE, o país está empatado com a Eslováquia como a terceira pior na desigualdade salarial entre homens e mulheres, com elas ganhando 22% menos.

Para apimentar, a rapper Lady Bitch Ray, que tem seu próprio selo independente, Vagina Style Records, ganhou as manchetes quando acusou Roche de roubar sua forma explícita de empoderamento vulgar. "Eu sou o que está no livro", disse a rapper de 27 anos, cujo nome real é Reyhan Sahin.

Os jornais alemães aumentam a discussão e comparam a garota de espírito livre, sem higiene, ao modelo de feminilidade importado dos Estados Unidos.

Cerca de 200 fãs apareceram numa entrevista de Roche pagando mais de US$ 25 cada. "Sex and the City é sempre apenas sobre sexo, enquanto isto é algo completamente novo", disse Katja Bergmeister, 24 anos, uma estudante que deu entrevista agarrada a um pôster autografado pela autora.

Anúncios Impublicáveis


Recebido por email

Dicionário Alternativo


ABREVIATURA - ato de se abrir um carro de policia

ALOPATIA - dar um telefonema para a tia

BARBICHA - boteco para Gays

CÁLICE - ordem para ficar calado

CAMINHÃO - estrada muito grande

CATÁLOGO - ato de se apanhar coisas rapidamente

COMBUSTÃO - mulher com peito grande

DESTILADO - aquilo que não está do lado de lá

DETERGENTE - ato de prender indivíduos suspeitos

DETERMINA - prender uma garota

ESFERA - animal feroz amansado

HOMOSSEXUAL - Sabão utilizado para lavar as partes íntimas

LEILÃO - Leila com mais de 2 metros de altura

KARMA - expressão mineira para evitar o pânico

LOCADORA - uma mulher maluca de nome Dora

NOVAMENTE - diz-se de indivíduos que renovam sua maneira de pensar

OBSCURO - 'OB' na cor preta

QUARTZO - partze ou aposentzo de um apartamentzo

RAZÃO - lago muito extenso porém pouco profundo

RODAPÉ - aquele que tinha carro mas agora roda a pé

SAARA - muulher do Jaaco

SEXÓLOGO - sexo apressado

SIMPATIA - concordando com a irmã da mãe

SOSSEGA - mulher desprovida de visão

TALENTO - característica de alguma coisa devagar

TÍPICA - o que o mosquito te faz

UNÇÃO - erro de concordância muito frequente (o correto seria um é)

VATAPÁ - ordem dada por prefeito de cidade esburacada

VIDENTE - dentista falando sobre seu trabalho

VIÚVA - ato de ver a uva

VOLÁTIL - sobrinho avisando onde vai.



Recebido por email


Notícias Populares

Mamãe votou em mim em Pau D'arco ou Vereadora que só teve um voto toma posse em cidade do Piauí


Uma suplente de vereador de Pau d'Arco do Piauí (cerca de 70 km de Teresina), que teve apenas um voto na eleição de 2004, tomou posse anteontem na Câmara Municipal. Para o presidente da Casa, Josenilton Bacelar (PP), foi "algo triste".

A vereadora Carmem Lucia Portela Santos (PSB), que teve apenas o voto de sua mãe, assumiu o cargo após o vereador Miguel Nascimento ter sido cassado pela Justiça Eleitoral.

Após a cassação de Nascimento, assumiria a vaga Reginaldo Santos, cunhado da vereadora, que morreu em um acidente de carro. O caminho ficou aberto para Carmem, que era sua suplente no partido, com seu único voto, alcançar o cargo na Casa e um salário de R$ 1.300.

"A gente fica triste, mas é determinação da Justiça, então, temos de cumprir a lei", disse o presidente da Câmara, que deu posse a Carmem na segunda-feira, quando a conheceu.

No dia da posse, ainda de acordo com o relato de Bacelar, a vereadora disse em discurso que estava ali representando o cunhado e para cumprir uma determinação da Justiça Eleitoral. A reportagem não conseguiu localizar a vereadora na tarde de ontem.

Segundo dados do IBGE de 2007 (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o município tem 3.713 habitantes.

Em torno de 3.000 pessoas estavam aptas a votar nas eleições para vereador em 2004 em Pau d'Arco do Piauí, de acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral).