Maestro Zezinho, qual é a música?

"Eu sou um misto de cinemas, convertidos com funk de laje, desenhos japoneses e pelada de rua, doce de Cosme e Damião versus televisão, caixa de fósforo com MPC, sub-ciências, equações de um desastre previsível, eu sou um misto de ossadas indigentes ao lado do cadáver de Tim Lopes com fliperama violento de boteco, informação para desviciar os olhos versus a verdade, narco-deputados e um religioso ex-viciado, equações de um desastre previsível."


Essa música de F.U.R.T.O é só pra falar que no dia de Cosme e Damião, um juíz que concede regime semi-aberto a alguém que tem uma ficha criminal e psiquiátrica extensa, e que provavelmente no fim-de-semana vai sair e matar mais dois meninos(quase gêmeos) também merece ser condenado. E talvez, também precise de um exame psiquiátrico.

5 comentários:

linfoma_a-escrota disse...

gostei da ideia e as bd's tá demais ;)

www.motoratasdemarte.blogspot.com

Deus disse...

Onde? Como? Quando? Cadê? Perdi o Jornal Nacional hoje... e nem vi "seu Valera", nem Bocão.

l e t disse...

cadeira pros 2.

ACANTHA disse...

Desculpe fazer o papel de advogada do diabo, mas o juiz só cumpre a lei.. Mudem-se as leis...

Anônimo disse...

Nesse caso aconteceu justamente pq a lei nao foi cumprida, deve ser porque era muito comprida e o juiz teve preguiça de ler.