De Marinaldo do Pau Miúdo para Nilzete da Fazenda Grande

Eu amava como algum cantor de qualquer clichê, de cabaré,

- Já começou ruim. Podia ser mais específico, né. Vai que o cantor é Fabio Jr?

De lua e flor

- Ai meu Deus, Aline me pediu para comentar essa música, mas acho que não vai dar. Na segunda frase já tô sem paciência.

Eu sonhava como a feia na vitrine

- Ela tá dentro ou fora, amigo? Porque tem cada manequim de vitrine feia pra porra. Depois, essa música é doida, preciso saber pra me situar.

Como carta que se assine em vão

-Olhe velho, você não sabe quem é o cantor, vive sonhando e assina papel sem ler? Bunda mole, você. Desculpe, mas é.

Eu amava como amava um sonhador

- Pô, Aline, pé de pica essa música que você escolheu, viu.

Sem saber porque, e amava ter no coração

- O cara não sabe PN.

A certeza ventilada de poesia

- Putz. Até a certeza dele é ventilada de poesia. Eu nem tenho, mas essa frase me deu asma.

De que o dia não amanhece não

- Prefiro as músicas de Cassia Eller que além de amanhecer, tem até o segundo Sol. É muito melhor.

Eu amava como amava um pescador

- Licença, vou ter que ir ali na Colônia do Rio Vermelho e depois em Itapoan fazer uma pesquisa

Que se encanta mais com a rede que com o mar

- Vou fingir que não ouvi, tô falando com o garçom: traga mais duas Sminorff de vez e um Red Bull, que hoje tá que tá.

Eu amava como jamais poderia

- Então nåo ame, misera.

Se soubesse como te encontrar

- Minha filha, se ele te encontrar, vaze, se saia. É muita carga em você.

Eu amava como amava algum cantor

- Ai meu Deus, vai repetir tudo de novo. Não. Garçom, suspende tudo, tô indo, viu gente, deixa o troco ai, que eu já tô ligando o carro.

5 comentários:

Marcelo Mendonça disse...

e além de tudo cantado por Oswaldo Montenegro, que é muuuuuuuuito chato.

anaïs disse...

pô Marcelo disse TUUUUDOOOO!!!!!
vá ser chato assim na pqp!!

:P

Paulo Bono disse...

peraí, porra. fica mais um pouco que vai tocar Benito agora.
abraço.
*pô, Benito é legal.

sarah disse...

kkkkkkkkkkkkk
esta foi demais ... esse osvaldo montenegro é um pé no saco mesmo!!
kkkkkkkkk

;-)

O Véio disse...

Putz, tu é lerdo mesmo pra entender poesia, heim?

Mas eu te explico. Ele não trata dos clichês que você está acostumado a ouvir. Ele diz, em todos esses trechos que você não entendeu, que o amor que ele achava ser grande não era nada comparado com o amor daquela que ele encontrou agora, mas que antes não sabia como encontrar. Como o pescador que se encanta com a rede, quando tem a imensidão do mar.

Estou tentando ser o mais simples possível. Isso chama-se poesia. Algo que você, infelizmente, não sabe o que é.

Valeu. Qualquer dúvida, pode perguntar.

;-)