Não me venha querendo ser eu

Quando me dizem "Se eu fosse você"

fico pensando como seria

outro no meu lugar.

Eu dando licença para ele se alojar

vendo se o braço cabia no braço

um corpo vestindo outro corpo

quem sabe pedindo um número maior

e tomando os comandos da minha cabeça pelo buraco dos olhos

e indo fazer, enfim,  o que não fiz. 

Quando me dizem

"Se eu fosse você"

é justo ai que não arredo o pé de mim.

Um comentário:

Adriano disse...

Já salvei o blog nos favoritos e vou acompanhar todos os textos rs, muito bom... Se quiser dê uma passadinha lá no meu Blog de Várzea. Se quiser fazer uma troca de links também, juro que não irei achar ruim.... rs Forte abraço fera!